Nasce o SAMAE

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Timbó foi criado pela Lei Complementar nº. 212, de 21 de dezembro de 2001. Em 12 de novembro de 2001, a Concessão dos Serviços Públicos Municipais de Abastecimento de Água e Coleta e Disposição de Esgotos Sanitários que o Município mantinha há trinta anos com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN), conforme autorização legislativa (Lei) nº. 541, de 24 de agosto de 1971, foi extinto. Tratava-se, portanto, do primeiro contrato que a CASAN instituiu com um município catarinense para tais serviços. A partir de 2002 o SAMAE iniciou seu trabalho.

Ainda em 2002, Timbó concretizou uma das mais importantes obras públicas de sua história. A implantação do Aterro Sanitário representa uma das maiores heranças da atual geração para o futuro da natureza. Promoveu a recuperação da área degradada do antigo lixão, implantou a coleta seletiva de lixo reciclável e introduziu uma nova consciência ambiental em crianças e adultos. Atualmente a coleta seletiva abrange 100% da área urbana e rural de Timbó. Estes serviços também estão aos cuidados e responsabilidade do SAMAE que conta com equipe, tanto para coleta como tratamento, de todo o material recolhido.

Em junho de 2006 o SAMAE se tornou apto a realizar a coleta do lixo orgânico do município, que antes estava sendo feito pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos. Assim sendo, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Timbó é hoje responsável pela água potável e tudo que envolve a coleta, tratamento e distribuição, como da coleta e tratamento do lixo reciclável e orgânico, sendo o reciclável, vendido e o orgânico, tecnicamente, enterrado no Aterro Sanitário.

Atualmente a água tratada pelo SAMAE chega a 98% da população, atendendo cerca de 41 mil pessoas. O SAMAE Timbó tem como prioridade em suas ações levar qualidade aos serviços de distribuição de água para toda a comunidade. Com os investimentos realizados desde 2009, o SAMAE amenizou a falta de água no município, que há anos preocupava os moradores, principalmente nos meses de maior consumo.

Fazem parte do quadro da autarquia 90 servidores. Sua estrutura é integrada por duas Estações de Tratamento de Água - ETA, que produz em torno 8,03 milhões de litros de água tratada por dia. A rede de distribuição é constituída por 260 quilômetros de tubulação. São 7 reservatórios que armazenam 3,1 milhões de litros e água tratada, 3 elevatórias e 19 boosters que ajudam a impulsionar a água para os locais mais altos da cidade. Aproximadamente 14 mil é o número atual de endereços atendidos com as devidas ligações de água.

Galeria de Fotos